Dicas para fotografia PET

Sempre me encantei com animais. Com os cães em especial, por sua fiel e verdadeira amizade, sua facilidade de se relacionar com nós, os “animais”. Sua sinceridade do “olho no olho” e a cumplicidade com seus donos sejam eles ricos, pobres ou até mesmo um humilde carroceiro pelas ruas. Sempre lado a lado.

E fazendo fotos em ensaios PET aprendi que com a convivência eles se tornam “a cara dos seus donos!”. Fotografar os bichos é muito gostoso, gratificante. E a cada click, uma deliciosa surpresa, para o fotógrafo e para os seus donos. Uma lambida no focinho, uma coçadinha, uma latida e aquele olhar!

O resultado é fantástico! Mas não é nada fácil fotografá-los.

Desde que passei a atender esses amados clientes, os cães, passei a aprender muito com eles. Este texto não tem a pretensão de ser nenhuma aula, apenas o compartilhamento de algumas dicas dividindo as minhas experiências.

Nunca fotografe sozinho. Um (a) assistente será tão importante quanto o próprio fotógrafo. Animais fogem, não ficam parados, saem do enquadramento e chegam até a virar as costas pra você! É fundamental que você e seu assistente gostem muito deles e procurem entender os peludos. Minha assistente, Renata, é daquelas que abraça, beija, agarra os cães. Ajuda super!

Uma boa dica é evitar que o seu modelo seja alimentado horas antes da sessão fotográfica, assim você pode entretê-lo com um petisco. Vale aqui certificar-se com o dono se ele pode comer e se gosta desse ou daquele petisco.

Cuidados como banho e escovação de seus pelos é muito importante. Seus donos não vão querer seus fofuchos “mal na foto”.

Eles não podem ficar estressados! É uma situação que não vai render boas fotos. Se em 10 ou 20 minutos, não conseguir “aquela foto”, deixe o animal descansar. Deixe ele se acalmar e se ambientar para então recomeçar o ensaio. Em dias quentes, esse intervalo pode ser maior.
É muito importante um fundo sem muitas informações, pois isso com certeza vai tirar o destaque dos cães. Em estúdio uso muito o preto e o branco. Fotos em ambientes externos procure fundos sem pessoas, carros, e abuse do efeito “fundo desfocado” das suas teleobjetivas.

Objetos, brinquedinhos, e até bolinha de sabão, são muito bem vindos, além de ajudar a ilustrar as fotos, vão distrair os modelos.

Sempre utilizo sons e ruídos, produzidos por mim mesmo, tipo um miado, um grunhido ou até uma tentativa de latido, rs… Funciona de inicio, mas o cão se acostuma logo com esses sons! Ai entra a sua criatividade.

Fique no mesmo ângulo e altura dos animais, eles não devem ser fotografados do alto, isso vai distorcer as imagens. Já me peguei em ensaios ajoelhado, rolando, deitando e me arrastando. Um boa dica é usar um praticável (tipo de mesa dobrável, medindo um metro de altura, com um tampo de 1 x 1 muito usada em produções de cinema e vídeo) para deixar os modelos numa altura que você possa trabalhar em pé. Mas isso não vai funcionar com animais de grande porte! Com um São Bernardo ou Fila não vai rolar, a solução é mesmo o chão.

Luz. Se o ensaio for externo, um dia nublado será mais favorável, como eles nunca param, você terá menos variação de luz e sombras. E aqui vale muito aquela dica de fundo sem muitas informações.

Em estúdio antes de iniciar os cliks é legal dar umas acionadas no teste do flash. Para eles irem se acostumando com o disparo.

Opa! E rebatedores ajudam muito, pra dar  textura e volume aos pêlos.

E muito cuidado no tratamento das fotos. Atenção nas cores dos pêlos, pois os donos, por mais leigos que sejam no mundo da fotografia, a primeira coisa que vai lhes chamar a atenção é a variação e a mudança das cores dos pêlos. Eles não vão gostar nada de ver seus “filhos” com a cor e textura que não é a deles!

Bom, é isso, o resto é curtir. Curta o ensaio, os peludos. Com certeza você terá além de boas fotos, muitas histórias pra contar.

É isso, espero ter contribuido com a coluna do Blog Câmera Mais, e passar algumas dicas aos amigos!

Edu Leporo Fotografia

www.eduleporofotografia.wordpress.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code