Desabafo – Fotógrafo Estrela

Muito obrigado ao amigo Daniel Moreira e ao Blog Câmera Mais pelo convite. Aceitei com maior prazer e alegria. Sempre que tiver uma nova história interessante eu mando aqui pra gente dividir opiniões.

Sou Edu Leporo. Moro em Guarulhos e sou…Fotógrafo!

Para iniciar esta nossa coluna, vou dividir uma péssima experiencia que tive em busca de estudio para locação:

Não tenho AINDA o meu estúdio e percebi uma grande necessidade de estúdios para locação aqui na cidade. Foi aos poucos que localizei via Google, Face ou Sites e tentei um contato. Pois em alguns orçamentos que fiz, clientes preferem se deslocar para estúdios aqui mesmo, ou bem perto.

Então fui a “caça” destes estúdios.

Recebi muitos NÃO! Não locamos, não nos interessa locar, até ai tudo bem!
Na última semana, localizei um estúdio por meio de anuncio em uma TV local.
Fui então pessoalmente até o estúdio que também é uma loja de Foto-presentes pra tentar uma parceria, achar na verdade um estúdio para locar, e assim poder oferecer aos clientes um local com deslocamento menor.

Aí começa… primeiro… fui muito mal atendido já de cara pelo Sr. que lá estava.
-“O que você quer?”
Bom, fui me desenrolando… aproveitei pra ver os preços de ampliações e cheguei ao quesito “Locação de Estúdio”.
Apresentei-me como fotógrafo e dei meu cartão a ele!!!
-“Haaaa você eu já conheço, já vi você no FACE e Sites, não me interessa, eu também faço fotos de gestantes e sensual”.
E JOGOU meu cartão de volta !!!! Acredita???
-“Estou aqui a Trocentos anos, não me interessa locar meu estúdio pra você.”

Pois é…O nome do cara e do estúdio? Não, nem precisa…ele já tem ESTRELA de mais brilhando!

Edu Leporo.

32 thoughts on “Desabafo – Fotógrafo Estrela

  • Absurdo, achei que só comigo acontecia isso
    aqui tem um fotografo, que se acha o bom da boca e me tratou super mal na loja dele só perguntei se ele tinha preços de ampliações para profissionais ele me disse, que hj em dia qualquer um é profissional, idiota.
    Estou começando e estudo muito pra crescer e tenho muitos clientes que confiam no meu trabalho.

    • Pois é Luciana, muitos veteranos como alguns que tive o prazer de aprender com eles, seguros de si, nos tratam de igual, sem medo! Mas tem muitos ai que estão parados no tempo, cheios de EGO e com medo de nós, os NOVOS de profissão com toda garra e vontade que temos, ficam com medo de serem engolidos! Mas vamos em frente…

      • E tem que ter medo mesmo !!! Esta nova geração tem talento de sobra, tecnologia de sobra, acessos a informações , garra e uma coisa que não temos mais … juventude !

        Eu com meus 31 anos de fotografia da época do 6×6 tenho muito medo !!! Aí como combater este medo ?!

        Muitos cursos , Workshops, observação e ter sempre ao meu lado um destes jovens talentosos para fazermos uma troca … dou minha experiencia e recebo um pouco de tudo que mencionei .

        ( De uns anos para cá não abro mão de fotografar com auxiliar , quase sempre oriundos de escolas de fotografia querendo ter experiencias práticas do que aprendem na teoria e laboratórios )

        • O Medo é bom Cido, ele nos impulsiona pra frente, faz com que busquemos informações, nos atualizar. Concordo com você total! Mas, fazer deste medo um escudo de “proteção” e destratar alguém que mais pra frente pode vir a ser um colega, um amigo de profissão! Ai é que a coisa pega! Abraço, e sucesso!

  • Nossa, isso é muito triste. Mas é comum .
    Ainda bem que não me deparei com isso ainda…
    Isso de fotógrafos veteranos ficarem com “medo” é pura verdade, principalmente quando eles acabam de lhe conhecer. Perdem a magia da fotografia e param no tempo, enquanto os novos estão cheio de gás e com fome de informação.

  • Suei pra conseguir um modelo de contrato fotográfico… ninguém tinha… só consegui com um colega fotógrafo que conheci no face…. muito difícil né Edu…

  • Oi Edu. Tudo bem? Sou fotógrafo há 26 anos e professor há 21. O que realmente acontece é que hoje o mercado está cheio de gente comprando máquina e se achando fotógrafo e comprometendo a qualidade de trabalhos profissionais, por uma única razão (não fazem curso para entender fotografia, luzes, regulagens, etc…), Por tabela, isso assusta alguns antigos veteranos de ceder espaço ou por perderem clientes para a nova concorrência (os bons fotógrafos). Hoje, eu, por opção, não fotografo mais devido aos baixos valores oferecidos por muitas empresas pelos nossos serviços. Entretanto, tenho o maior prazer de ENSINAR, e sem medo. Tem mercado pra todo mundo. E se eu tivesse estúdio… por que não ceder ou locar? Isso é gente que se “ACHA” mesmo. – INVEJA de ver você com CLIENTE. Dependendo do que você faz… já tentou fazer locações externas???… de repente fica até melhor e mais bonito do que num “studio” de um fotógrafo qualquer. Grande Abraço!!! Syllas Silveira

  • Boa Noite à todos!
    Bem Edu, aqui em Guarulhos está cheio de “profissionais” que se julgam os melhores do Brasil, e que seus serviços prestados, o cliente tem que engolir e ponto. Porem a gente que vem garimpando um trabalho de qualidade melhor, não tem como vender nossos serviços, pois como o Syllas falou tem muito semi-profissional oferecendo Foto e Video por R$ 900,00. Digo: álbum nas sacolinhas plásticas, e DVD editado de qualquer jeito no Pinnacle nas cochas, e com a imagem quadrado, que dá vergonha de colocar em uma tela de 32″. Quando vou fazer um orçamento simples com um: álbum encadernado, com filmagem em full hd, dia da noiva, civil, restrospectiva, e outras coisas mais, por R$ 3.000,00 o casal caem de costas, e optam por esses “prostitudos” da profissão. E geralmente depois aquelas pessoas que me recusou anteriormente, reclama do serviço rejeitado, e de péssima qualidade, e por aí vai. Guarulhos está sem opção, para esse mercado. Em São Paulo, se paga por qualidade e exclusividade, e um trabalho de qualidade, porem tem que ter um nome no mercado já há algum tempo.

    Mas acredite amigo, vamos aos poucos conquistando o nosso espaço, e quem sabe um dia seremos referência nessa cidade. Vamos marcar um encontro aí, para discutir alguns rumos na Foto e Filmagem em Guarulhos.

    • Olá Michelangelo.
      Mas que bom! Encontrei um parceiro de profissão deste lado da FRONTEIRA!

      E como vc mesmo disse…tá difícil aqui hein?!?! Puxa vida!

      Vámos marcar sim de nos conhecer, e dividir idéias, muito obrigado por se manifestar!!!

      • Com certeza Edu, aqui estamos do outro lado do mundo como falam de nós que moramos em Guarulhos. Então Cara é bem isso mesmo, essa cidade está cheia de fotografos, porem mais amadores, tem alguns profissionais bons, porem se acham muito, e também não é divulgados. No meu ponto de vista, está faltando mesmo aqui é um bom “Stúdio Fotografico”, para despertar a atenção público em geral, e claro oferecer uma gama de serviços, diferenciados, desde que atenda todas as classes; emergentes, média, e alta.

        Mas você mesmo é sabedor, não é facil montar uma estrutura dessa, porem a gente tem que persistir, e uma hora acerta o alvo. Ontem eu fui fazer um orçamento para uma cliente, e graças a Deus eu fechei contrato de cara, e a cliente me falou uma coisa muito interessante: tá cheio de fotográfos, mas eles não vendem a mágia da Foto e do Video como eu vendi para ela, eles fazem por dinheiro, ela me confidenciou que viu amor no que eu apresentei para ela o meu trabalho. Então talvez a maneira como se aborda o cliente é que é o ponto chave da questão. Fica aí a dica que eu uso do Livro: O Guia de Fotografia de Casamento – Para Fotografos e Noivas que buscam um trabalho diferenciado. Autor: Vinicius Matos. Esse livro é o “Manual” que todo fotográfo precisa para ampliar suas vendas.

        Com certeza, hora dessa vamos marcar algo, bolar um encontro, eu conheceço uma galera legal, que também é a Equipe com quem trabalho.

        Um forte abraço!

        Michelangelo R. de Oliveira.

    • Olá… Esse problema de prostitutos da fotografia tem em todo lugar, mas esses não se criam, e clientes que procuram preço estou correndo deles, pois não valorizam o profissional quando dizem que são algumas fotinhas e é rapidinho…Quando o fotografo age com profissionalismo vai longe e esses apertadores de botão sempre vão ficar com as migalhas..

    • É bem por aí mesmo Vitor, creio que nome não seja tudo em uma bela carreira bem sucedida, mas a empatia, educação, e compartilhamento de experiências no ramo, isso é fundamental para um crescimento maior na carreira. Claro que ninguém irá ficar de dentes a mostra, porem no mundo da fotografia, não existe formula mágica perfeita, e única, mas sim experiências vividas, e compartilhadas.

      Abç!

  • Se você quer lidar com uma profissão onde a pessoa não seja egoísta, egocêntrica, nao tenha o ego maior do que o maracanã, e que seja seu amigo, tenho uma péssima notícia, mude de profissão, porque fotografia é assim mesmo!seja bem vindo!

  • De fato, existem ainda pessoas desse jeito, um tanto enrugadas, com medo diria de perder clientes, espaço e contatos.

    Na realidade, o que diferencia uma imagem da outra, não é o equipamente ( que influência), as não é o diferencial de uma imagem. O que realmente faz a diferença é o telento, as ideias e a criatividade do fotografo, claro que aliado a bons equipamentos, conseguimos chegar muito próximo da perfeição.

    Aqui em Fortaleza Edu, aconteceu justamente o contrário, fui a um local para encadernar um album, chegando lá e uma coversa com o dono do estabelecimento, que também é fotografo e tem um estúdio, ele de cara já disponibilizou o seu estudio para futuros books e ensaios para diversos tipos.

    O que quero dizer com isso, é que ainda existem pessoas boas.

    Existe espaço para todos…

  • Olá Edu!

    Primeiramente parabéns pela coluna.
    Eu não sou fotógrafo profissional, na verdade trabalho em outra área (em Tecnologia da Informação) mas tenho a fotografia como uma paixão e um hobby antigo. Sempre gostei de fotografar. E só hoje em dia que tenho mais condição e orçamento pra entrar nesse mundo é que estou me dedicando mais a estudos.

    Não quero entrar nesse mercado. Mas converso bastante com profissionais da área. E acho sempre bom aprender mais. No final desse mês vou comprar minha primeira DSLR e confesso que estou empolgado com ideia. E feliz com minha compra.

    Já conversei com alguns veteranos e felizmente até hoje não tive essa mesma experiencia que você. Um deles inclusive me ajudou bastante, apesar de ter sido apenas uma vez quando eu estava em uma festa. Nós começamos a conversar e ele me deu várias dicas ótimas.

    Mas isso que aconteceu com você acontece com pessoas de outras área também. Na empresa que trabalho existem sistemas que foram implantados entre 30 a 40 anos atrás. E as pessoas que cuidam deles são os “veteranos” da área. E em grande parte das vezes eles tem atitudes desse tipo. Acho que é algo natural da maioria quando vê pessoas novas entrando em algum lugar que vc estava. Sei lá. Doidera da raça humana….rs

    Mas o que nos resta é continuar tentando e sempre nos manter humilde e sempre aprender mais. Ao menos é assim que sigo minha carreira =D

    Abraços

  • E bem assim mesmo, hoje em dia as pessoas acha que só porque tem equipamentos são os fotógrafos….Mas como você mesmo disse a estrela dele já brilha de mais …Brilha pela arrogância , pela falta de profissionalismo com os próprios companheiros…o que digo a esta pessoa que O MUNDO É REDONDO E DA VOLTAS ….muitas voltas…Boa sorte !

  • Siga no seu propósito enfrente todas as barreiras com humildade e com certeza será bem sucedido vc é um excelente profissional tem muita coisa para viver enfrente tudo com fé que tudo vai dar certo te amo Deus abençoe vc

  • Dú, bola pra frente…. essa mesma pessoa que lhe devolveu seu cartão, um dia vai buscar você no google… acredite nisso!!
    Abraço, sucesso!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code